Atletas da AVAPE-CESEC representarão o Brasil em Pequim

O País poderá bater o recorde de medalhas na China e mostrar que a inclusão pode e deve ser realizada também no esporte

São Paulo, 05 de agosto de 2008 – A delegação de 187 atletas será a maior da história do Brasil na Paraolimpíada de Pequim, que acontece em setembro. Deste total, seis atletas convocados são da parceria AVAPE-CESEC: os judocas Helder Maciel Araújo, Karla Ferreira Cardoso, Daniele Bernardes e Lúcia Teixeira e duas jogadoras do goalball, Luana Cristina da Silva e Adriana Lino.

A convocação dos atletas coroa o trabalho realizado pela AVAPE, instituição focada na inclusão de pessoas com deficiência, e o Centro de Emancipação Social e Esportiva de Cegos (CESEC). “A união de esforços das duas entidades vai muito além do esporte ou de uma oportunidade de trabalho. Ela traduz o conceito de inclusão social no sentido mais amplo, o que possibilita uma rica troca de experiências e intercâmbio entre todos os envolvidos”, afirma Carlos Ferrari, vice-presidente institucional da AVAPE e presidente da Federação Paulista de Desportos para Cegos.

Com essa equipe, o Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB) espera que o País quebre seu recorde de medalhas na Paraolimpíada, superando a performance dos Jogos de Atenas, em 2004, quando conseguiu 14 de ouro, 12 de prata e 7 de bronze.

Campeões consagrados
Os atletas da parceria AVAPE-CESEC sonham, agora, trazer a cobiçada medalha de ouro de Pequim. Experiência para isso eles têm de sobra:

Judô
Helder Maciel Araújo é o atual campeão parapanamericano e europeu na categoria peso ligeiro (até 60kg) e participou dos Jogos de Atlanta (1996) e Sidney (2000).

Karla Ferreira Cardoso foi campeã mundial em Quebec, no Canadá, em 2003, na categoria peso ligeiro (até 48kg) e conquistou a medalha de prata nas Paraolimpíadas de Atenas, em 2004.

Daniele Bernardes subiu ao degrau mais alto do pódio em 2007 durante o Parapanamericano, na categoria peso leve (até 57kg), feito repetido no VI Grand Prix de Judô para Cegos, realizado no ano passado, em São Paulo. A atleta também foi medalhista na Grécia, quando ganhou o bronze.

cia Teixeira possui uma recente trajetória na categoria do judô para pessoas com deficiência. Ela começou profissionalmente no esporte paraolímpico em 2006, tendo competido por muito tempo entre os atletas sem deficiência. Em pouco tempo, foi uma das convocadas para o Parapan e, hoje, integra a seleção brasileira que estará em Pequim.

Goalball
Modalidade criada exclusivamente para atletas com deficiência, as representantes selecionadas são as experientes: Luana Cristina da Silva, campeã brasileira em 2005 e integrante da equipe brasileira que competiu nos jogos de Atenas, e Adriana Lino, que também esteve na Grécia e disputou mais três campeonatos mundiais da modalidade.

Parceria AVAPE e CESEC
Batizada de “AVAPE no Podium!” a parceria firmada no final de 2007 pretende unir a experiência das duas instituições em suas respectivas áreas de atuação. Por um lado, o CESEC, Centro de Emancipação Social e Esportiva de Cegos, disponibilizará projetos esportivos, enquanto que a AVAPE, instituição focada na inclusão de pessoas com deficiência, apoiará os atletas paraolímpicos por meio de programas de capacitação profissional, preparando-os para ingressar no mercado de trabalho quando encerrarem a carreira no esporte.

Pessoas maiores de 14 anos de idade e que possuam qualquer tipo de deficiência e que residam em áreas de risco e vulnerabilidade social também poderão ser beneficiados pelo projeto, desde que tenham condições de praticar um esporte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *